Programa do PSDB irrita centrão ao chamar governo de 'presidencialismo de cooptação'
Foto: Waldemir Barreto / Agência Senado

O programa divulgado pelo PSDB nesta quinta-feira (17) repercutiu mal não apenas entre os tucanos que apoiam o governo Michel Temer (PMDB), mas também entre outras siglas da base aliada. Ao nominar o mandato peemedebista como "presidencialismo de cooptação", que é quando partidos apoiam as propostas apenas em troca de benesses, o PSDB fez crescer o desejo do centrão de que o Palácio do Planalto demita os quatro ministros tucanos e redistribua as pastas. Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, os líderes dessas legendas afirmam que Temer está refém de um partido que, mesmo com o comando de quatro ministérios, ainda ataca o governo. Siglas como o PRB, PP e PSD ressaltam que o PSDB age de forma "cínica" e "hipócrita". De acordo com a publicação, um grupo de tucanos tenta articular o afastamento imediato do senador Tasso Jereissati (CE) da presidência do partido. Ele ocupa o posto de forma interina desde que o também senador Aécio Neves (MG) foi afastado do Congresso. Assista ao programa:

Governador do TO é alvo de 5ª fase de operação que investiga desvio de recursos públicos
Foto: Elizeu Oliveira / Secom

O governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), é um dos alvos da 5ª fase da Operação Ápia, deflagrada nesta sexta-feira (18). A investigação apura desvio de dinheiro público em obras realizadas no estado. De acordo com o G1, a informação inicial é que ele foi intimado e deve ser ouvido ainda nesta sexta, na Justiça Federal, por um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Outro alvo da operação é o procurador-geral de Justiça, Clenan Renaut de Melo Pereira, cuja casa foi alvo de mandado de busca e apreensão. Pereira também deverá prestar depoimento na sede da Polícia Federal. Por meio de sua assessoria de imprensa, o governador Marcelo Miranda disse estar disponível para prestar quaisquer esclarecimentos e irá se manifestar após o depoimento. O procurador-geral ainda não se pronunciou. A primeira fase da Operação Ápia foi deflagrada em outubro do ano passado, quando foram cumpridos 115 mandados judiciais. Um deles foi contra o ex-governador Sandoval Cardoso (SD), que teve prisão preventiva decretada e ficou 15 dias preso na Casa de Prisão Provisória de Palmas. Informações da PF indicam que o grupo é suspeito de fraudar licitações de terraplanagem e pavimentação asfáltica no estado, e era composto por três núcleos: de políticos, de servidores públicos e de empresários. A suspeita é que tenham sido desviados R$ 200 milhões.

PF cumpre mandatos para investigar fraude no sistema do Bolsa Atleta
Foto: Divulgação / PF

A Polícia Federal está investigando uma quadrilha suspeita de desviar recursos do programa Bolsa Atleta do Ministério do Esporte. Os agentes estão cumprindo, nesta sexta-feira (18), seis mandatos de busca e apreensão e mais seis de condução coercitiva expedidos pela 10ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal. De acordo com a PF, a quadrilha criou 25 atletas fantasmas, inclusive de alto rendimento e nível olímpico, durante o ano de 2012, no sistema do Ministério. O montante desviado chega a R$ 810 mil, o que daria mais de R$ 1 milhão nos valores atuais. Os suspeitos de integrar o grupo de criminosos são brasileiros nascidos em Cuba e por causa disso, Havana foi o nome dado à operação policial. Os nomes das pessoas envolvidas e os cargos delas são foram divulgados. O Bolsa Atleta é um programa criado pelo governo federal no ano de 2005 para financiar os esportistas, com auxílios que vão de R$ 370 a R$ 15 mil por mês.

Vodun Zô: Sacerdote acusa policiais da Patamo de invadir terreiro no Curuzu
Foto: Reprodução / Flor de Dendê

O sacerdote Amilton Costa, do terreiro Hunkpame Savalu Vodun Zo Kwe, localizado no Curuzu, na Liberdade, acusou policiais militares do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) de arrombar e invadir o terreiro na manhã desta quinta-feira (17), durante uma operação no bairro. Em entrevista ao jornal A Tarde, Costa relatou que cinco policiais militares pela manhã pularam o muro que fica no fundo do terreiro e arrombaram a porta da cozinha. “Estava no barracão conversando com um policial civil, aí ouvi o barulho e, quando fui ver, eles já estavam aqui dentro. Colocaram a arma na minha cara e me mandaram sair. Eles fugiram quando disse que ia chamar o comandante”, contou. O doté (como é nomeado o sacerdote da tradição Jeje Savalu) afirmou que já havia liberado a entrada de policiais civis que queriam vistoriar a área externa do terreiro “Permiti a entrada dos policiais civis, eles foram muito educados. Mas os PMs não me pediram permissão. Se tivessem pedido, minha filha, tinha aberto a porta, não tenho nada a esconder”, afirmou. De acordo com A Tarde, a Secretaria de Segurança Pública informou que os agentes que falaram com o religioso não eram policiais civis, mas policiais militares do Serviço de Inteligência. Alguns filhos de santo, uma vizinha e duas visitantes estavam no local no momento da invasão. “Foi horrível. Não precisavam fazer isso. Quero que paguem minha porta”, reclamou. Costa afirma que já está sendo acompanhado por um advogado e deve registrar o caso na Corregedoria da Polícia Militar e na Defensoria Pública. O Departamento de Comunicação Social da Polícia Militar (DCS) informou ao A Tarde que a recomendação é “o cidadão a formalizar o registro junto à Ouvidoria da Corporação (0800 284 0011) ou do site institucional (clique aqui), no link da Ouvidoria. O Hunkpame Savalu Vodun Zo Kwe, conhecido como "Vodun Zô", foi tombado pela Lei de Preservação do Patrimônio Cultural do Município em janeiro do ano passado. O terreiro é o único da nação Jeje Savalu a preservar os ritos originais e o uso da língua ewe-fon.  

Justiça obriga Veja a conceder direito de resposta a Andrea Neves por acusação falsa
Foto: Divulgação

O juiz Paulo Henrique Garcia, da 1ª Vara Cível do Foro Regional de Pinheiros, em São Paulo, determinou que a revista Veja publique direito de resposta da jornalista Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves (PSDB). De acordo com os autos, a revista publicou uma reportagem em abril, em que é dito que uma propina para Aécio foi depositada por meio de uma conta em Nova York, que seria operada por sua irmã. A declaração seria do executivo Benedito Junior, um dos delatores da Odebrecht na operação Lava Jato. Andrea nega a existência das acusações nos depoimentos de Benedito Junior. A Veja respondeu à Justiça que, a íntegra da delação ainda é sigilosa, não podendo garantir que a informação publicada está errada. Disse ainda que é notório que Andrea operou recursos financeiros de Aécio e responde a um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF). A revista ainda diz que a acusação é um “dado secundário” da reportagem, e a versão da jornalista foi publicada no próprio texto. Para o juiz, a análise da delação demonstra que ele diz nunca ter feito pagamento em conta do exterior para nenhuma autoridade pública. Apesar de reconhecer que a revista ouviu a parte ofendida, o juiz considerou que a informação era falsa, e deve, portanto, ser retificada por meio de direito de resposta. “O simples fato de alguém ser investigado não autoriza os órgãos da imprensa [a] imputar àquele a prática infundada de outros delitos ou sustentar a presença de provas que não existem contra a pessoa”, diz trecho da decisão. Caso não cumpra a decisão, a revista terá que pagar multa diária de R$ 50 mil. Ainda cabe recurso. 

Ex-deputado Cândido Vaccarezza é alvo de mandado de prisão em nova fase da Lava Jato
Foto: Laycer Tomaz / Agência Câmara

O ex-deputado federal Cândido Vaccarezza (PT) foi o alvo de um dos mandados de prisão nas fases 43ª e 44ª da Operação Lava Jato, deflagradas na manhã desta sexta-feira (18). A informação é da Folha de S.Paulo. O ex-parlamentar é apontado como padrinho de um grupo criminoso que obtinha contratos com a Petrobras e uma empresa estrangeira. Os recursos indevidos eram direcionados a pagamentos de propina a executivos da estatal e agentes públicos e políticos (entenda aqui). As operações desta sexta foram batizadas de 'Sem Fronteiras' e 'Abate'. Vaccarezza é baiano de Feira de Santana e tentou se reeleger deputado em 2014, mas não obteve sucesso. 

Healthcare Management: Vilas-Boas recebe prêmio Personalidade do Ano - Gestor da Saúde
Foto: Divulgação

O secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, recebeu na noite desta quinta-feira (17) o prêmio de Personalidade do Ano – Gestor da Saúde, eleito entre os líderes do setor no Norte e Nordeste pela publicação Healthcare Management. A cerimônia foi realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, em Recife. Vilas-Boas foi escolhido por CEOs (diretores executivos), diretores, editores e jornalistas, que se basearam na visibilidade das ações que a pasta está executando na Bahia. “Com ferramentas gerenciais modernas, inovação e profissionalismo, o sonho de um sistema público de saúde com qualidade e abrangência está mais perto dos baianos do que jamais esteve. O prêmio demonstra que estamos no caminho certo, ao ampliar o atendimento em duas vertentes: descentralização e regionalização da saúde”, avalia o secretário. O titular da Sesab destaca ainda o compromisso de avançar com o projeto das policlínicas, com a criação de novos hospitais e a maior resolutividade dos serviços. “Temos implantado experiências inovadoras, como o serviço de diagnóstico por imagem através de telemedicina e as Parcerias Publico Privadas (PPP) de novos hospitais”. 

Polícia Federal cumpre 46 mandados em duas novas fases da Operação Lava Jato
Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (18) duas novas fases da Operação Lava Jato, referentes a corrupção no âmbito da Petrobras. Estão sendo cumpridas 46 mandados, dos quais 29 são de busca e apreensão, 11 de condução coercitiva e 6 de prisão temporária, em São Paulo, Santos e Rio de Janeiro. Na Operação Sem Fronteiras, é investigada a relação entre executivos da Petrobras e grupo de amadores estrangeiros para obtenção de informações privilegiadas e favorecimento na obtenção de contratos milionários com a empresa. Já na Operação Abate, tem como foco grupo criminoso apadrinhado por um ex-deputado federal, cujo nome não foi revelado pela PF. O político em questão usava de sua influência para obtenção de contratos da Petrobras com uma empresa estrangeira. Os recursos dessa relação foram direcionados para pagamentos indevidos a executivos da estatal e agentes públicos e políticos, além do próprio ex-parlamentar. Os presos serão custodiados na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde permanecerão à disposição da Justiça. 

Sexta, 18 de Agosto de 2017 - 07:20

Oposição transforma Lula em 'vítima' e ex-presidente ainda arrasta multidões

por Fernando Duarte

Oposição transforma Lula em 'vítima' e ex-presidente ainda arrasta multidões
Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

A tentativa de suspender o título de doutor honoris causa concedido pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi bem sucedida e o vereador de Salvador, Alexandre Aleluia (DEM), autor da ação popular obteve vitória expressiva na empreitada. Às vésperas da concessão, o juiz da 10ª Vara da Fazenda Federal suspendeu a sessão do conselho universitário que aprovou a honraria e colocou água no pleito da militância petista – sim, é necessário que se admita que a origem da homenagem foi político-partidária disfarçada de proselitismo acadêmico. Porém, ao conseguir uma vitória na cassação de um título de “doutor honoris causa”, a oposição transforma Lula no que o ex-presidente se tornou especialista nos últimos anos: “vítima”. Desde a chegada dele ao Palácio do Planalto, em 2003, a oposição usou repetidas vezes a fórmula de atacar o ex-presidente com todas as armas possíveis, chegando ao nível de adotar um boneco inflável com a inscrição 13-171, uma referência ao PT e ao crime de estelionato, como símbolo-mor do combate à corrupção, o Pixuleco. Enquanto o processo de vitimização de Lula era inflado pela oposição, o petista resistiu ao mensalão em 2006, fez sua sucessora, a ex-presidente Dilma Rousseff, e agora aparece bem colocado nas pesquisas de intenção de voto para 2018. Corre o risco de ficar inelegível caso se confirme a condenação em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro – hoje já possui uma pena de 9 anos e seis meses pelos crimes, após decisão do juiz Sérgio Moro. O ex-presidente iniciou nesta quinta-feira (17), em Salvador, a “Caravana Lula”, uma campanha eleitoral antecipada, sustentada, principalmente, pelo espectro de que pode ficar fora da disputa eleitoral do próximo ano. A favor de si – e com a ajuda da militância -, mantém o tom messiânico que o caracteriza e ganha espaço para se tornar “vítima” a cada decisão contrária a ele. Na capital baiana, além dos gritos típicos de “Fora, Temer” e de “Lula presidente”, recebeu um banho de pipoca. Talvez os orixás que o guiam sejam fortes o suficiente para evitar que parte expressiva da população não enxergue o mesmo que a oposição vê nele. Lula ainda arrasta multidões. Goste-se ou não, numa versão atualizada do “Brasil, ame-o ou deixo-o”. Este texto integra o comentário desta sexta-feira (18) para a RBN Digital, veiculado às 7h e às 12h30, e para as rádios Irecê Líder FM e Clube FM.

Sexta, 18 de Agosto de 2017 - 07:00

Bretas manda prender de novo empresários que Gilmar soltou

por Fabio Grellet e Marcio Dolzan | Estadão Conteúdo

Bretas manda prender de novo empresários que Gilmar soltou
Foto: Reprodução / TV Globo

Pouco depois de o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), conceder habeas corpus ao empresário Jacob Barata Filho e ao ex-presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio (Fetranspor) Lélis Teixeira, o juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, expediu novos mandados de prisão contra ambos. Assim, os dois permanecerão presos. Barata Filho - conhecido como "rei do ônibus no Rio" - e Lélis Teixeira estão presos desde o início de julho na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio. Eles foram alvos da Operação Ponto Final, um desdobramento da Lava Jato, que investiga o pagamento de propinas a autoridades do Estado em troca de obtenção de benefícios no sistema de transporte público no Rio. As novas ordens de prisão são por motivos distintos. Bretas havia decretado nova prisão de Lélis Teixeira ainda na semana passada em função de "fatos novos" - o Ministério Público Federal (MPF) acusa Teixeira de realizar esquema semelhante no sistema de transporte municipal. Barata Filho, por sua vez, tinha também uma ordem de prisão por evasão de divisas. Por esse crime, ele fora pego em flagrante e teve prisão preventiva decretada. Como ambos já estavam presos Bretas não havia expedido novos mandados de prisão. Agora, com o habeas corpus concedido por Gilmar Mendes, Bretas decidiu expedi-los. Jacob Barata Filho é dono de um conglomerado de empresas no Rio e em outros Estados com mais de 4.000 veículos. Herdou o negócio de seu pai, que atuava no ramo desde os anos 1960. Os negócios da família incluem também operadores de turismo, entre outras empresas, e se estendem por Portugal. Procurada pelo jornal "O Estado de S. Paulo", a advogada de Barata Filho, Daniela Rodrigues Teixeira, afirmou que não pode comentar uma decisão que, "juridicamente, ainda não existe". "Eu só fiquei sabendo por meio da imprensa. Oficialmente, não há nenhum registro dela. Então, ainda não posso me manifestar", disse. O jornal não conseguiu localizar a defesa de Lélis Teixeira até o fechamento desta edição.

 

Neto rebate resposta de Rui sobre segurança: 'Teve quatro anos para corrigir os erros'
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

O prefeito ACM Neto rebateu nesta quinta-feira (17) a resposta do governador Rui Costa às críticas feitas por ele sobre a política de segurança pública do estado. "O governador Rui Costa deveria deixar de ser arrogante e se render aos sofrimentos dos baianos que estão perdendo suas vidas pelo descaso do seu governo com a segurança pública", declarou Neto. O prefeito afirma ainda que, em retaliação, Rui chamou de volta 20 dos 35 policiais militares que prestavam serviço à prefeitura. "Rui Costa teve quatro anos para corrigir os erros dos oito anos primeiros anos do governo do PT na Segurança, mas só fez agravar a situação", disse Neto. O democrata ainda criticou o tratamento concedido pelo petista à prefeitura. "O governador gostaria que a Prefeitura de Salvador fosse uma secretaria do governo mas não é. Infelizmente, o governador não tem resposta para o caos na segurança pública na Bahia", concluiu.

Sexta, 18 de Agosto de 2017 - 00:00

Falta de repasses pode comprometer atividades de universidades federais baianas

por Ana Cely Lopes / Júlia Vigné

Falta de repasses pode comprometer atividades de universidades federais baianas
Foto: Divulgação

O contingenciamento dos recursos estabelecidos pela Lei Orçamentária Anual (LOA) poderá comprometer o funcionamento das instituições federais baianas. A situação foi relatada por todas as universidades federais que possuem campus no estado. O limite de custeio, que é utilizado para a manutenção das instituições, foi liberado em 75% do total previsto para 2017 para todas as universidades brasileiras. Já o limite de capital, utilizado para adquirir equipamentos e fazer investimentos, foi liberado em 45%. De acordo com a Universidade Federal da Bahia (Ufba), a liberação integral de todos os limites aprovados na LOA é imprescindível para o funcionamento e atividades da instituição em 2017. “A alternativa de não ter os recursos liberados afetaria duramente a Ufba no pagamento dos contratos de serviços continuados, indispensáveis à manutenção da Universidade, resultando no final do ano em déficit com ônus para o orçamento de 2018. Em relação aos recursos de capital, sua retenção tem comprometido o planejamento da execução de obras e de investimentos em infraestrutura, também essenciais à Universidade”, disse em nota. A doação total realizada à Ufba para 2017 foi de R$ 173,8 milhões. Há o contingenciamento do valor de R$ 20,5 milhões, dos quais R$ 15,8 milhões são de recursos de custeio e R$ 4,7 milhões são de recursos de capital do orçamento, e mais R$ 15,5 milhões relacionados a parcelas a vencer. A Ufba afirma ter a esperança de haver a liberação do valor, assim como ocorreu em 2016, e disse realizar esforços com o Ministério da Educação para que o pagamento se realize. “Finalmente, em que pesem as restrições orçamentárias, a Ufba conseguiu manter até agora a disponibilidade de recursos para os programas de apoio à pesquisa, à extensão, ao ensino e à assistência estudantil”, ressaltou. Em entrevista à rádio Tropical SA, Julianeli Tolentino de Lima, reitor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), relatou que a instituição está tendo problemas para ofertar os serviços planejados desde 2014. “A curva de investimento, custeio e capital se mostrou decrescente. Por isso, procuramos fazer o dever de casa e adotar medidas para economizar e continuar ao longo dos anos mantendo a oferta dos serviços”, informou. Segundo ele, a situação se agravou com a mudança de governo, com aumento no congelamento dos recursos. “Em relação ao valor destinado a manter as atividades e pagamentos, tivemos contingenciamento de 25% até então. Já no custeio liberado para equipamentos e execução das obras da instituição, enfrentamos 55% de contingenciamento”, explicou. Apesar de ressaltar que as contas da Ufob estão em dia, o reitor espera que até o fim do ano seja liberado pelo menos 65% do valor total estipulado, para que seja possível garantir os investimentos planejados para 2017. “Nos antecipamos e estamos projetando as nossas atividades até dezembro com uma certa segurança, sem grandes transtornos. Semana passada estive no MEC em Brasília pedindo a liberação de 100% do custeio que foi combinado para 2017, solicitamos suplementação orçamentária”, falou, ressaltando que o “governo precisa pôr na ponta do lápis que saúde e educação dentre outros serviços são essenciais”. Já o orçamento da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) em 2017 sofreu uma redução de 19,5% do custeio e 49,7% do investimento, resultando em 29,3% do total. De acordo com a universidade, 70% dos recursos para custeio e 30% dos recursos para investimento foram recebidos. “Caso haja liberação dos recursos pactuados não haverá déficit orçamentário este ano. Os contratos e pagamentos estão sendo liquidados e pagos a medida da liberação dos limites financeiros”, informou. Mesmo tendo um valor orçamentário equiparado ao de 2014, três anos atrás, a UFRB afirma ter conseguido manter seus serviços essenciais e seu “compromisso em avançar na pesquisa, ensino e extensão mesmo com as adversidades”. O Bahia Notícias entrou em contato com a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) que afirmou, por meio de sua assessoria, que o contingenciamento dos recursos influencia negativamente no funcionamento da instituição. Entretanto, até o fechamento da matéria não obtivemos respostas específicas sobre quanto do recurso ainda não foi repassado. Quando se trata da universidade federal mais jovem do estado, a do Sul da Bahia (UFSB), a situação fica mais complicada. Apesar de não haver déficit orçamentário, a não liberação dos investimentos impossibilitou a conclusão de obras, a aquisição de equipamentos e também de materiais permanentes. “Necessitamos da liberação de 100% tanto de custeio quanto de investimento em razão do processo de implantação”, afirmou a UFSB em nota. A situação das instituições federais de ensino da Bahia é preocupante, mas outras universidades como a Universidade de Brasília (UnB), que tem déficit orçamentário estimado de R$ 105,6 milhões; a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que tem a projeção de R$ 40 milhões de déficit; a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que tem um orçamento 6,7% inferior ao do ano passado, e a  Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que quer a liberação de R$ 25,98 milhões de recursos de custeio têm o cenário ainda pior. De acordo com uma matéria veiculada na Agência Brasil, essas unidades apenas possuem recurso para manutenção até setembro.

Sexta, 18 de Agosto de 2017 - 00:00

Utinga: Prefeito espera que 'novela' do campo de gás seja esclarecida em 30 dias

por Francis Juliano

Utinga: Prefeito espera que 'novela' do campo de gás seja esclarecida em 30 dias
Foto: Reprodução / Jornal da Chapada

Um facho de luz, ou melhor, uma chama de fogo, ainda mantém a esperança dos moradores de Utinga, na Chapada Diamantina, quanto à existência de um campo de gás. Depois que as primeiras faíscas surgiram na localidade de Cambuí, no interior do município, em maio, se espera a confirmação da área, fato que alavancaria a economia local (lembre aqui). Segundo o prefeito Joyuson Vieira Santos (PSL), a estimativa é que em 30 dias a decisão seja conhecida para alívio de todos, para o bem ou para o mal. "Essa dúvida termina sendo prejudicial. Por exemplo, uma pessoa recebe uma proposta para fazer negócio de um terreno próximo ao campo de gás. Ela não vende porque acredita que vai haver alguma valorização. Se ela sabe que não há nada ali, que foi apenas um alarme falso, as coisas voltam ao normal, e ela faz o negócio que lhe convier", relata o prefeito em entrevista ao Bahia Notícias. Conforme o gestor, um dos poços ainda mantém a chama acesa, o que faz os moradores ainda acreditarem após três meses do episódio. "A gente tem esperança. Mas uma coisa é a nossa vontade, e outra é a viabilidade econômica. Vamos aguardar", diz. Ainda ao BN, o prefeito voltou a manifestar a preocupação com a situação hídrica do município, principalmente quando a situação do Rio Utinga, um dos principais afluentes do Paraguaçu e responsável pelo abastecimento de água da região. Nesta quinta-feira (16), o gestor de Utinga e o prefeito de Wagner, Elter Silva Bastos (PSL), entregaram um documento em que pedem ações imediatas na recuperação do rio ao governador Rui Costa.

De política a culinária: Coronel investe nas redes para 'aproximar sociedade' da AL-BA
Foto: Reprodução / Facebook

Em 24 horas, seis vídeos publicados em seu perfil no Facebook. Como “capa”, sua foto com #segueocoronel. Desde que assumiu a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel (PSD) tem investido muito mais tempo e esforço nas redes sociais. A publicação de vídeos também se fez bem mais frequente: além de campanhas institucionais e da “Tête a Tête” – programa semanal de entrevistas em que recebe convidados como o ex-governador Jaques Wagner –, o deputado aposta também em registro de encontros na AL-BA, mensagens de datas comemorativas e até receitas. O vídeo do Dia dos Pais em que ensina a fazer um bobó de camarão, ao lado da sua esposa Eleusa Coronel, já foi assistido mais de 4 mil vezes. O presidente da AL-BA diz que a proposta surgiu da ideia de aproximar o Legislativo baiano da população, mas acabou ajudando também a torna-lo mais conhecido - o que pode ajudá-lo caso as sugestões de que ele pode ser candidato em 2018 na chapa majoritária. “A ideia desse investimento nas redes é para levar a Assembleia para mais perto da sociedade, trazer lideranças políticias suprapartidárias, como Bruno Reis (PMDB, vice-prefeito de Salvador), Otto (Alencar, do PSD, senador baiano), João Leão (secretário e vice-governador, do PP) e Wagner. Isso faz com que se movimente a própria AL-BA e acaba me promovendo também. Não sou hipócrita. É um canal de debate, mas que me torna conhecido, porque eu não sou conhecido ainda”, explicou. Para o deputado, com o alcance que têm, atualmente “as redes sociais são melhores do que comício”.

A proposta de atuar nas redes também contribuiu pra outro projeto de Coronel: desde que assumiu a presidência, ele “bate na tecla” de que a população precisa ter uma ideia mais positiva da Casa, compreender o que os deputados estaduais fazem e sua importância pra sociedade. “Com essas inserções e com a parte social, que é a Assembleia de Carinho, queremos mostrar que a AL-BA tem um trabalho social a fazer, não é só uma entidade fria, só para legislar, mas também para apoiar as instituições de caridade, que são quem realmente cuida do povo”, avaliou. Segundo ele, essa proximidade da população já tem gerado frutos positivos. “Melhorou muito [a imagem da AL-BA]. A imagem do parlamento independente favoreceu não só a mim, mas a todos os parlamentares. Eles estão felizes porque quando chegam às comunidades as pessoas elogiam. Não podemos mais deixar a Casa como se fosse uma secretaria de governo”, defendeu. “É o poder mais importante da República, porque sem o parlamento não pode aumentar salário, não pode tomar empréstimo... até o Tribunal de Justiça e o Ministério Público dependem dos deputados para aprovarem suas leis”, defendeu. 

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 22:28

Presidente do PT na Bahia nega candidatura antecipada: 'É um momento de discutir o país'

por Bruno Luiz / Guilherme Ferreira

Presidente do PT na Bahia nega candidatura antecipada: 'É um momento de discutir o país'
Foto: Bruno Luiz / Bahia Notícias

O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, negou que a caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sirva como uma campanha eleitoral antecipada visando o pleito. Apesar de entender que a população quer o retorno de Lula, ele assegurou que as candidaturas vão aparecer no momento correto. "Há uma manifestação natural do povo, que quer Lula de volta. Agora, a atividade aqui é um momento de discutir o que está acontecendo no país. E Lula vai andar o Brasil para ouvir as pessoas e o que elas acham", disse Everaldo ao Bahia Notícias, seguindo o mesmo discurso dos demais integrantes do PT. A declaração foi dada após evento na Arena Fonte Nova com a presença do ex-presidente. "Lula está dizendo ao Brasil que ele tem disposição de continuar ajudando o país. Se for na condição de candidato, ele não se nega a isso", completou.

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 22:06

Após polêmica sobre PM, Rui critica ACM Neto: 'Depois da reeleição dele, ele não trabalha'

por Bruno Luiz / Guilherme Ferreira

Após polêmica sobre PM, Rui critica ACM Neto: 'Depois da reeleição dele, ele não trabalha'
Foto: Reprodução/ Instagram

O governador Rui Costa voltou a criticar o prefeito ACM Neto na noite desta quinta-feira (17) em meio à polêmica sobre a redução do número de policiais militares que fazer a segurança da institucional da prefeitura. Segundo Rui, o seu opositor político não vem trabalhando desde a reeleição do ano passado. "O prefeito não se deu conta que ele foi eleito para governar a cidade. Está na hora de começar a trabalhar. Depois da reeleição dele, ele não trabalha. É só fofoca. Se ele não quer trabalhar, ele me deixe trabalhar", esbravejou o governador após evento na Arena Fonte Nova com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em suas redes sociais, ACM Neto acusou Rui de ordenar a retirada de 20 dos 35 policiais militares que prestam serviço na gestão de postos de saúde e na proteção institucional da prefeitura (veja mais). Em nota, o governo admitiu a remoção de policiais que prestavam serviços na Assistência Militar da Prefeitura, porém garantiu que “800 policiais militares continuam prestando serviço, em escala extra, em instituições municipais” (veja mais).

Sede do PSOL é arrombada no bairro do Campo Grande e tem objetos furtados
Foto: Divulgação

A sede do PSOL em Salvador, localizada no bairro do Campo Grande, foi alvo de arrombamento nesta semana. Segundo nota divulgada pelo partido nesta quinta-feira (17) os invasores que serraram a grade lateral da sede, quebraram vidros, janelas e portas. Dentro do imóvel, foram furtados ar condicionados, geladeira, fogão, computadores, mesas, documentos e diversos equipamentos. "A gente torce para que tenha sido um arrombamento feito por moradores de rua e usuários de drogas.  Achamos estranho o fato de que vários documentos políticos e notas fiscais foram levadas também da sala da Direção Estadual", declarou o presidente estadual do PSOL na Bahia, Ronaldo Santos. Um boletim de ocorrência foi registrado na última segunda-feira (14) junto à Polícia Civil.

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 21:53

Alice critica 'distritão' e defende fundo público para financiar campanhas eleitorais

por Bruno Luiz / Guilherme Ferreira

Alice critica 'distritão' e defende fundo público para financiar campanhas eleitorais
Foto: Bruno Luiz / Bahia Notícias

A deputada federal Alice Portugal (PCdoB-BA) explicou seu apoio à criação de um fundo público para o financiamento de campanhas políticas. Ela defende que o montante destinado aos candidatos deve ser definido tomando como base o orçamento do governo no ano que vem. "Se nós não teremos dinheiro privado nas campanhas, é preciso ter um fundo. Existe uma tendência de aprovação do conceito do fundo, mas sem um valor estabelecido, para que diante do orçamento se analise o que é possível fazer", comentou Alice logo após evento na Fonte Nova que recebeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A deputada também criticou o sistema eleitoral conhecido como 'distritão' e disse defender a manutenção do voto proporcional, em vigor no Brasil nas votações para deputados federais, deputados estaduais e vereadores.  "Nós temos que perguntar que tipo de reforma queremos. Se é para aprofundar e aprimorar a democracia ou se é para manter o status quo político e proteger os que tem mais poder. Infelizmente essas propostas exóticas vão nesse segundo sentido, no sentido de perpetuar no poder os mais ricos. O ‘distritão’ é isso. Ele inclui a questão dos recursos como elemento primordial nas eleições", reclamou a deputada. Tanto o 'distritão' como o fundo público para financiamento de campanhas estão em discussão na Câmara como parte do debate de reforma política no Brasil.

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 21:50

Prefeitura renova licença da Linha Viva, mas secretário nega interesse em obra no momento

por Guilherme Ferreira

Prefeitura renova licença da Linha Viva, mas secretário nega interesse em obra no momento
Foto: Patrick Silva / SECOM / PMS / Divulgação

A prefeitura de Salvador renovou por três anos a licença ambiental da Linha Viva, estrada planejada para ligar a região do Acesso Norte ao CIA-Aeroporto. A nova autorização foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) desta segunda-feira (16) e permite à gestão municipal realizar estudos de viabilidade da obra. No entanto, segundo o secretário de Desenvolvimento e Urbanismo de Salvador, Guilherme Bellintani, o projeto continua suspenso na prefeitura por ser inviável financeiramente no momento. "Não está pauta da gestão porque é uma equação econômica muito difícil. Para ele se tornar viável precisaria de uma aporte de recursos da prefeitura que hoje não é viável", afirmou em entrevista ao Bahia Notícias. O secretário pontuou que a renovação da licença ambiental serve para caso a prefeitura volte a ter interesse em tocar o projeto adiante. Se dentro dos próximos três anos a equação econômica tornar a construção da estrada viável, a gestão municipal estará liberada para retomar o serviço. Um projeto de lei que garante isenção fiscal para a construção da Linha Viva foi enviado pela prefeitura à Câmara municipal em abril de 2015. No entanto, no dia 3 deste mês, o prefeito ACM Neto encaminhou à Câmara um ofício pedindo a retirada do regime de urgência do projeto. Com a medida, a matéria continua na Casa, mas sem qualquer prazo para votação. Diante do impasse na prefeitura, o governo do estado já realizou estudos sobre a Linha Viva e avalia a possibilidade de assumir a obra (veja mais).

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 21:40

Mudar nome de varas de Violência Doméstica pode silenciar mulheres, diz 'TamoJuntas'

por Cláudia Cardozo

Mudar nome de varas de Violência Doméstica pode silenciar mulheres, diz 'TamoJuntas'
Foto: Divulgação

A proposta do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) de mudar o nome das Varas de Violência Doméstica e Familiar em Justiça pela Paz em Casa não foi bem aceita pelo movimento feminista. A mudança foi proposta pela desembargadora Nágila Britto (clique aqui e saiba mais). A líder do grupo TamoJuntas, que presta assessoria jurídica gratuita a mulheres, Laina Crisostómo, lançou uma petição contra a medida, por considerar que mais mulheres serão violentadas e silenciadas com a medida. “É a própria Lei Maria da Penha que determina que as varas se chamem Violência Doméstica e Familiar para que a gente fique com isso, porque não ha possibilidade de paz, pois a própria lei diz que tem que haver educação, prevenção, e quando o homem é agressor, é preciso passar por um processo, que dialoguem sobre isso, que haja tratamento psicológico, porque alguns já passaram por violência na infância, são reprodutores. Mas essa mulher precisa ter certeza que valeu a pena denunciar”, afirma. Na petição, ela indica que 500 mulheres são agredidas por hora, sendo que uma mulher é estuprada a cada 11 minutos, uma mulher é assassinada a cada 1h30, sendo todas vítimas de feminicídio. Laina ainda repudia a iniciativa do tribunal de se aplicar conceitos da Justiça Restaurativa nas varas de Violência Doméstica. “O grande problema é minimizar a questão da violência doméstica, porque pensar em justiça restaurativa significa tratar a violência doméstica como um crime de menor potencial. Acredito que é preciso que se tenha uma pena real, que haja punição para os casos de violência doméstica, porque senão, isso gera impunidade e corre o risco da mulher ser agredida de novo e nada disso acontecer”, assevera. Ela ainda exemplifica a situação. “Você pensa em uma mulher que vai na Deam [Delegacia Especializada da Mulher] dar uma queixa, vai na Vara de Violência, aí se tenta o dialogo porque houve aquela violência. O homem diz que errou, e aí se faz o que? Perdoa? Volta a relação? Isso vai prejudicar o pensamento das mulheres se vai valer a pena denunciar. Se hoje ela já tem dificuldade em denunciar, sabendo que a Justiça é lenta e há impunidade, imagina uma situação de mediação de conflito. Isso significa dizer que, de fato, não é necessário, ou vai servir de alguma coisa negociar”, reclama. A mediação já é aplicada nas áreas de família. Segundo Laina, em um dos casos que o grupo TamoJuntas acompanhou, uma mulher sofreu agressões brutas, tanto que ela e os filhos tiveram medidas protetivas decretadas. As audiências eram para tratar de uma execução de alimentos, que o agressor não pagava há muito tempo. “Forçaram a mediação de conflito, em duas audiências. Mediar o quê se há violência? Não ha possibilidade de mediação quando se trata de violência. No final das contas, quem sai no prejuízo é a mulher, e aí, faz com que essa mulher se silencie diante da violência, porque ela não vai acreditar que vai haver justiça”, diz.  A petição pretende chamar a atenção do TJ-BA, do próprio Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF) “para que desfaçam essa loucura cometida no estado e que o CNJ e STF não permita que isso ocorra no restante do Brasil”. A presidente do STF e do CNJ, ministra Cármen Lúcia, estará em Salvador nesta sexta-feira (18) para participar da Jornada da Lei Maria da Penha e inaugurar a 3ª Vara de Violência Doméstica. A petição pode ser conferida aqui.

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 21:21

'Não precisa ele gostar de mim, porque eu não gosto deles', diz Lula em crítica ao DEM

por Bruno Luiz / Guilherme Ferreira

'Não precisa ele gostar de mim, porque eu não gosto deles', diz Lula em crítica ao DEM
Foto: Bruno Luiz / Bahia Notícias

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez duras críticas ao DEM em discurso realizado na Arena Fonte Nova durante a noite desta quinta-feira (17). Ele reclamou da suspensão da homenagem prevista para acontecer nesta sexta (18) na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (veja mais). Ele receberia da instituição de ensino o título de Doutor Honoris Causa. No entanto, uma decisão da Justiça Federal suspendeu o evento a partir de um pedido do vereador Alexandre Aleluia (DEM). "Eu queria apenas falar pra esse vereador, que ele tem o direito de não gostar de mim porque ele é do DEM. Não precisa ele gostar de mim, porque eu não gosto deles", declarou Lula. "Ele não tá com medo que eu receba o título pelo que fiz, mas pelo que a gente vai fazer", afirmou. Apesar da suspensão da outorga do título, o ex-presidente confirmou que vai ao campus UFRB em Cruz das Almas nesta sexta. Durante o discurso, Lula reforçou que a sua caravana pelo Nordeste não tem como objetivo a eleição presidencial de 2018. "Eu quero andar não é para falar de eleição, mas pra saber o que se passa com esse povo que está subordinado a um golpe dado por pessoas que não são capazes de ganhar uma eleição", disse. A caravana teve como ponto de partida a cidade de Salvador, nesta quinta. Nos próximos dias, ele cumpre agenda em cidades do interior antes de seguir para os demais estados da região.

Gilmar Mendes concede habeas corpus para soltar empresário Jacob Barata Filho
Foto: Reprodução/ Rede Globo

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu habeas corpus para soltura do empresário Jacob Barata Filho, preso no começo de julho. O empresário é apontado como integrante do esquema de pagamento de propina do setor de transportes no Rio de Janeiro. O ministro substituiu a prisão por medidas alternativas e determinou que Jacob permaneça em casa, à noite e durante os fins de semana, não mantenha contato com outros investigados, não deixe o Brasil e se apresente periodicamente à Justiça. O empresário também não poderá assumir cargos em entidades ligadas ao transporte de passageiros, ramo no qual atua. Jacob Barata Filho é investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Polícia Federal. A força-tarefa encontrou indícios de que ele pagou milhões de reais em propina para políticos do Rio. Ele é filho de Jacob Barata, que atua no ramo dos transportes de ônibus no Rio de Janeiro há várias décadas. O pai do empresário é conhecido como "Rei do Ônibus" e é fundador do Grupo Guanabara, do qual Jacob Barata Filho também é um dos gestores. Em outra decisão, Gilmar Mendes mandou soltar Lélis Teixeira, que era presidente das Fetranspor até ser preso em julho. Mas pouco tempo depois, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, expediu um novo mandado de prisão contra Lélis Teixeira.

UFRB pede medida da AGU sobre cancelamento de título a Lula: ‘Perigoso precedente’
Foto: Reprodução / Acorda Cidade

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) solicitou que a Advocacia Geral da União (AGU) tome as medidas cabíveis para a alterar a decisão da Justiça Federal que suspendeu a concessão de título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva pela instituição (leia mais aqui). Em nota divulgada nesta quinta-feira (17), a universidade disse que “recebeu com surpresa” a determinação do juiz Evandro Reimão dos Reis, da 10ª Vara Federal Cível de Salvador, e defendeu que a medida judicial “fere um dos princípios fundamentais das universidades públicas que é a autonomia universitária”. “Reza a Constituição Federal que ‘Art. 207 – As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão’. Portanto, a quebra da autonomia universitária gera perigoso precedente, de consequências danosas, para todas as universidades públicas brasileiras”, alerta a instituição. No texto, a UFRB diz que a honraria a Lula é um “antigo desejo de setores da comunidade universitária da UFRB, pela implicação do seu governo com a expansão e a interiorização do ensino público superior”. “Oportunamente, com a agenda pública do ex-presidente comunicando passagem pela Bahia e por Cruz das Almas, cinco membros do CONSUNI propuseram a concessão do título honorífico, conforme artigo 9º da resolução Consuni nº 006/2011, que regulamenta a concessão de títulos desta natureza”, completa a nota.  A entrega do título em sessão solene do Conselho Universitário está programada para as 11h desta sexta-feira (18). No texto, a UFRB não informa se há possibilidade de cancelamento da programação e diz, apenas, que aguarda o posicionamento do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

Na Fonte Nova, Lula participa de lançamento de livro sobre condenações da Lava Jato
Foto: Bruno Luiz / Bahia Notícias

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa na noite desta quinta-feira (17), na Arena Fonte Nova, do lançamento de um livro que comenta as decisões judiciais da Operação Lava Jato. A obra “Comentários sobre uma sentença anunciada” foi elaborada por um grupo de advogados que apoia o petista. No estádio, Lula lançará o “Memorial da Democracia”, que relata os principais pontos dos dois mandatos dele à frente do Palácio do Planalto, e recebe o convite do Fórum Mundial Social, que será sediado em Salvador em março de 2018. O ex-presidente chegou na capital baiana durante a tarde desta quinta para dar início à caravana Lula, que vai percorrer estados da região Nordeste. Em Pituaçu, ele foi recebido por militantes e seguiu de metrô até a Arena Fonte Nova.

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 20:40

Jair Bolsonaro leva ovada durante visita a Ribeirão Preto

Jair Bolsonaro leva ovada durante visita a Ribeirão Preto
Foto: Reprodução / Youtube

Assim como aconteceu com o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), durante visita a Salvador, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) levou uma ovada de uma manifestante em visita a cidade de Ribeirão Preto (SP) nesta quinta-feira (17). Vendo o deputado federal entrar em uma cafeteria e posar para fotos e vídeos, uma mulher se aproximou de Bolsonaro e apertou um ovo contra o peito de Bolsonaro, criticando sua postura política. De acordo com informações do G1, a manifestante foi detida e Jair Bolsonaro deixou o local para registrar um boletim de ocorrência na central de flagrantes da Polícia Civil.

Governo admite retirada de PMs da assistência militar da prefeitura para atuar ‘nas ruas’
Foto: Divulgação

O embate entre o governo do estado e a prefeitura de Salvador ganhou um episódio bônus nesta quinta-feira (17) quando o prefeito ACM Neto (DEM) acusou o governo de retirar os policiais militares que prestam serviço na gestão de postos de saúde e na proteção institucional da prefeitura (lembre aqui). No começo da noite, o governo, por meio de nota, admitiu a remoção de policiais que prestavam serviços na Assistência Militar da Prefeitura, porém garantiu que “800 policiais militares continuam prestando serviço, em escala extra, em instituições municipais”. “Esse efetivo permanecerá trabalhando nos postos de saúde de Salvador, entre outras estruturas da Prefeitura da capital. Os policiais militares remanejados da Prefeitura prestavam serviço na Assistência Militar da Prefeitura e, a partir de agora, atuarão nas ruas de Salvador, reforçando a segurança pública para a população”, aponta o governo. Segundo a nota, desde janeiro de 2015, o governo iniciou a redução significativa de policiais militares que exercem atividades administrativas em órgãos municipais e estaduais, incluindo o próprio Poder Executivo. “Desde aquele ano, o Governo do Estado tem, gradativamente, transferido para a atividade de rua policiais militares que executavam serviços administrativos na Governadoria, em secretarias do Estado e diversas outras instituições, como Ministério Público, Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça da Bahia”, completa.

FHC diz que 'distritão' provocaria 'deformação maior ainda' no sistema eleitoral brasileiro
Foto: Divulgação / PSDB

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou nesta quinta-feira (17) a tentativa de aprovar o 'distritão' como parte da reforma política em tramitação no Congresso Nacional. Para ele, o sistema eleitoral brasileiro já está deformado e a mudança provocaria uma "deformação maior ainda". FHC também reclamou da "confusão" envolvendo a tramitação da reforma e disse que é contra o fundo público de financiamento de campanhas. "Tínhamos de voltar ao bom senso. Tem de baixar os custos da campanhas. Não vejo por que proibir a doação privada. Doa ao tribunal, aí o partido vai lá e leva a conta, para evitar a corrupção. Porque senão o povo vai pagar, e o povo está cansado de pagar", comentou. O plenário da Casa começou a analisar nesta quarta-feira (16) uma proposta de reforma política que inclui o 'distritão', mas a sessão foi encerrada sem que a matéria fosse votada. Pelo 'distritão', cada estado passaria a representar um distrito e os candidatos mais votados de cada um deles seriam automaticamente eleitos. Com isso deixariam de existir o quociente eleitoral e a possibilidade de votar em partidos (veja mais).

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 19:40

PM prende manifestantes após confusão envolvendo grupo pró-intervenção militar

por Bruno Luiz / Guilherme Ferreira

PM prende manifestantes após confusão envolvendo grupo pró-intervenção militar
Foto: Bruno Luiz / Bahia Notícias

A polícia militar prendeu manifestantes nas proximidades da Arena Fonte Nova durante a noite desta quinta-feira (17) após um desentendimento envolvendo um grupo de pessoas que pede intervenção militar no Brasil. Os participantes protestavam contra a caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Salvador. A confusão se intensificou no momento em que um manifestante que estava fora do ato pegou uma faixa que pedia intervenção militar e a jogou no chão. A Polícia Militar não informou quantas pessoas foram levadas em viaturas. O encontro entre os militantes aconteceu perto de um dos portões de entrada do estádio. Lula chegou a Salvador na tarde desta quinta e foi acompanhado por apoiadores da estação do metrô em Pituaçu até a Fonte Nova. Na Arena, Lula vai lançar o “Memorial da Democracia” e receberá o convite do Fórum Mundial Social, que será sediado em Salvador em março de 2018. No local também ocorre o lançamento do livro “Comentários sobre uma sentença anunciada”, elaborado por um grupo de advogados que apoia o ex-presidente.

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 19:20

Câmara perde 10 de seus 16 policiais e deve interromper atividades a partir desta sexta

por Guilherme Ferreira

Câmara perde 10 de seus 16 policiais e deve interromper atividades a partir desta sexta
Foto: Max Haack / Ag Haack / Bahia Notícias

A Câmara Municipal deve interromper suas atividades a partir da tarde desta sexta-feira (17) por falta de segurança. Na manhã desta quinta (16), a Casa recebeu um ofício do Comando Geral da Polícia Militar determinando que, até 18h, 10 dos 16 oficiais que trabalham no local deveriam ser retirados das suas atribuições atuais. A redução do efetivo impede a realização de qualquer evento na Câmara e os seis oficiais que permanecem atuando no legislativo vão apenas patrulhar o prédio. Como eles trabalham em turnos, a Câmara deve ser vigiada por apenas um policial de cada vez. O anúncio da suspensão das atividades na Casa deve ser feito no final da manhã desta sexta, após uma reunião de emergência marcada com todos os 43 vereadores. Junto ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), o legislativo de Salvador deve tentar a contratação emergencial de uma empresa de segurança de patrimônio para que as atividades sejam retomadas. No entanto, a expectativa é que a Câmara perca pelo menos uma semana de atividades. A situação vem à tona em meio à acusação do prefeito ACM Neto de que o governador Rui Costa ordenou a retirada de 20 dos 35 policiais militares que prestam serviço na gestão de postos de saúde e na proteção institucional da prefeitura (veja mais). A Câmara já vinha sofrendo com a redução no número de policiais militares responsáveis pela proteção do prédio nos últimos meses. Atualmente, apenas 16 oficiais atuavam na segurança da Casa, com o apoio de policiais do 18º Batalhão da Polícia Militar em eventos extraordinários.

Quinta, 17 de Agosto de 2017 - 19:15

Bahia empresta Zé Roberto para o Santos; atacante vai atuar no time B

por Ulisses Gama

Bahia empresta Zé Roberto para o Santos; atacante vai atuar no time B
Foto: Jefferson Peixoto / Ag. Haack / Bahia Notícias

Sem poder fechar com a Ponte Preta em virtude do regulamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (lembre aqui), o atacante Zé Roberto já tem novo destino. O Bahia emprestou o atleta para o Santos até o final da temporada. No clube do litoral paulista, o atacante revelado na base tricolor vai atuar no Santos B, que disputa no momento a Copa Paulista - similar a Copa Governador do Estado da Bahia. Nesta temporada, Zé Roberto atuou no Mirassol e no Criciúma. Seu contrato com o Bahia se encerra em dezembro.

 

Atacante foi registrado na CBF pelo Santos | Foto: Reprodução / CBF

Histórico de Conteúdo