Kátia Vargas vai a júri popular

Acusada pelo Ministério Público de duplo homicídio triplamente qualificado no caso da morte dos irmãos Emanuel e Emanuelle Dias, no bairro de Ondina, em outubro deste ano, a médica Kátia Vargas será julgada por júri popular, de acordo com decisão do juiz Moacyr Pitta Lima. A oftalmologista deixou o presídio no final da tarde desta segunda-feira (16), após quase dois meses detida, e responderá ao processo em liberdade. Kátia ainda passou por exames médicos nesta segunda, antes de ir para casa. De acordo com a decisão do magistrado, “a prova produzida revelou ser a ré pessoa trabalhadora, inclinada a atos de caridade, boa mãe”. Diante disso, o juiz opinou que “a manutenção da prisão de uma pessoa com estas características, antes do julgamento, gera um sentimento de julgamento antecipado”.